As cores mais intensas, as sombras mais longas, os pormenores perfeitamente definidos e o ar límpido de um dia a começar. A Isabel, que resolveu fazer um dos meus workshops personalizados, aceitou acordar às 5:30 da manhã para pode sentir tudo isto e como são estas pequenas coisas que fazem a diferença e não a melhor máquina ou objectiva…
Tínhamos planeado ir ao Guincho, à procura dos surfistas, mas a nortada mudou-nos o destino para a praia dos pescadores de Paço de Arcos, uma pequena extensão de areia onde a pressa da Marginal se confunde com a calmaria do Tejo e dos pequenos barcos coloridos a balançarem ao nascer do sol, com Lisboa, a ponte e o Cristo-Rei lá ao fundo.
Aproveitámos assim para construir um pequeno portfolio do local e ao mesmo tempo treinar questões técnicas que já vinham da primeira aula. Resultados em breve.