“You either get bitter or you get better. You either take what’s been dealt to you and allow it to make you a better person or you allow it to tear you down. The choice does not belong to fate, it belongs to you” Ontem apanhei esta citação nas redes sociais (sem autor, claro) e hoje que o dia encaixou mesmo aqui, achei que o mínimo seria descobrir o culpado por acertar na mouche. Diz o google que é um tal de Josh Shipp e fui à procura: “He’s worked with groups of parents, educators & mental health professionals plus has spoken to more than TWO Million teens live. His ultimate goal is to help as many young people as possible” Seja.
Dormi três horas e precisava de sete, vá seis. Acordei de rastos. Bati com o carro porque não vi uma coisa que estava efectivamente lá, como atesta o mal tratado pára-choques do meu veículo. A seguir fotografei no mar, veio uma onda não sei donde (obrigado Neptuno) e bati com as costas e o fundo das mesmas num calhau. A voltar para casa, os astros alinharam-se num gozo cósmico e ao olhar para o lanche que tinha trazido (uma banana e duas tangerinas)…bom, estavam perfeitamente alinhadas e não vale a pena entrar em pormenores gráficos. 
No meio do processo lá tirei uma fotografia que andava à procura há uns tempos, daquelas para socializar nas redes e fazer de conta que foi um dia magnífico. 
E até foi ó Josh.

Ericeira

Ericeira